Como começar o hábito de leitura e vencer a preguiça

Como começar o hábito de leitura e vencer a preguiça

Se há anos atrás no Brasil poucos tinham o hábito de ler, o que você acha que aconteceu agora em que todos têm celular, Netflix, e a correria do dia a dia? Mesmo sabendo da importância dos livros, muita gente tem dificuldade em começar a criar o hábito de leitura. As pessoas que leem, leem pouco. De acordo com a pesquisa do Instituto Pró-Livro, de 2016 (uma nova versão deve sair este ano), a média anual de livros lidos é de 4,96. Deste número, apenas 2,43 dos livros foram lidos do início ao fim.

Além disso, o maior número de livros lidos não é parte da produção literária: são livros didáticos, religiosos ou de auto-ajuda, por exemplo. E a última estatística que vou citar é o que me levou ao foco deste blog: conforme o brasileiro envelhece, para de ler. A primeira queda é entre 14 e 17 (75% de leitores) e depois cai continuamente. Por que será?

Livro e uma xícara de café em uma mesa

Pessoalmente, passei um bom tempo ocupada com a faculdade e, em Letras, temos tantas coisas teóricas e literárias para ler, além de trabalhos para escrever, que primeiramente não sobrou tempo para terminar vários dos livros e, depois, eu estava exausta de leitura. O que juntou com começar a trabalhar e ficar exausta com o trabalho, querendo apenas meus joguinhos e séries. E, depois, a depressão.

Se algo na minha história de como diminui minha leitura até ser basicamente uma não-leitora (quem não lê um livro há mais de três meses, de acordo com a pesquisa) lhe soa levemente familiar, estas dicas são para você. Afinal, eu mesma as estou utilizando e fui de não-leitora a leitora em pouco mais de um mês. Terminei um livro que estava pela metade e li mais dois neste período. E mantenho o ritmo!

Entenda por que você quer ler

Para começar o hábito da leitura, antes de escolher o livro, separar o tempo e usar técnicas, pergunte-se: por que eu quero ler? A sua motivação para realizar a atividade vai ser o que te manterá, ora bolas, motivado a continuar. Por isso, se é por status ou obrigação, as chances de você desistir, procrastinar e não ler são altas.

Sente-se e pense profundamente em seus motivos; seria pelo seu crescimento pessoal? Por hobby, para ter uma distração? Para cair no sono mais rápido? Para aprender coisas novas? Exercitar a cabeça? Desintoxicar das redes sociais ou do trabalho? Todas estas ou nenhuma delas, mas alguma outra? Ótimo, segure firme em suas mãos esta motivação e não se esqueça dela! Sempre que você desanimar, lembre-se do porque você queria ler!

A boa escolha de livro afeta tudo

Se você já lia e perdeu o hábito, até que caiu nestas estatísticas como eu, ou se você nunca leu e quer começar, preste muita atenção nisso: escolha bem o livro que você vai ler. Quantas vezes eu me prometi voltar a ler e quase morria lendo um livro que era ótimo, dentro do estilo que gostava e que eu queria mesmo ler, mas que não era a hora de começar?

Muita gente fala que você deve começar com algo que gosta. Isso é óbvio. Mas, veja bem, eu gosto de literatura clássica inglesa e de ler livros no idioma original se são de língua inglesa. Mesmo que eu leia Harry Potter em inglês, não é o livro para começar. Eu tentei. O esforço de ler na sua segunda língua, mesmo que você seja proficiente, é suficiente para acabar com seu ânimo, dependendo do quanto você tem dele.

Como começar o hábito da leitura?

Livros em português mais complexos entram nessa também. Você pode amar Clarisse Lispector: leu contos, chegou até a ler um livro na adolescência. Se você começar com ela, pode ser que canse rápido.

No meu caso, o que funcionou foi, depois de terminar O Construtor de Pontes, que estava lendo há um tempo, peguei um fininho, de comédia e ficção científica. Sim, O Guia do Mochileiro das Galáxias. Foi a melhor coisa que fiz: devorei o primeiro, devorei o segundo e comecei o terceiro. Se eu lesse Mrs. Dalloway, como pretendia, desanimaria do ritmo de leitura que havia criado lendo o outro livro. Por isso, conheça-se e organize a ordem de suas leituras!

Ao terminar um livro, comece o próximo

Nada de ressaca literária! Para manter o hábito de leitura, você precisa, adivinha, ler! Então chore o final de um ótimo livro lendo o próximo. Como escolher o próximo? Caso o tópico acima não tenha coberto isso o suficiente, pense o seguinte: o que você tem a mão que você sabe que não vai te cansar demais?

A fluidez de leitura vai fazer você se sentir bem por estar realizando seu objetivo de ler. Endorfinas, sabe? E você vai querer manter esta sensação para ter ânimo de buscar por mais momentos para criar mais endorfinas e afins. Se você começar um livro e sentir que está travando, não insiste. O que me leva ao próximo tópico.

Desista de um livro se você não gostou dele

Se você começou o hábito de leitura e encontrou em seu caminho um livro que está chato, cansativo, ou até mesmo ruim, pare de ler. Não há vergonha nenhuma em não ler um livro até o final – afinal de contas, a maioria das poucas pessoas que leem algo, não terminam. Por quê? Provavelmente escolheram o livro errado e não leram minhas outras dicas.

Existem livros demais neste mundo para ler e todos os anos mais alguns milhares são lançados. Se você gastar tempo com algo que não gosta, você está literalmente desperdiçando tempo da sua vida que poderia ser gasto lendo mais livros maravilhosos. Não tente se provar para os outros.

Leitura não é competição: faça metas realistas

E daí que tem gente que lê um zilhão de livros por ano? Mark Zuckenberg paga suas contas? Tem a mesma carga horária de trabalho? Ele consegue ler um livro inteiro a cada duas semanas. É claro que é possível, até você com sua carga horária consegue (continua lendo e você verá). Mas você ainda não está acostumado, não é? Como você vai ler dez livros no ano se você mal leu dois no ano passado?

Faça metas realistas para o começar o hábito de leitura

Quando te dizem “crie metas”, seja realista. Se eu ler oito livros esse ano já será bem mais do que li no ano passado. Falo sério. Então, pense na sua vida e coloque algo pequeno para você, mas que te desafie. Por exemplo, “daqui há três meses quero ter lido dois livros”. Depois que vencer a meta, passe para a próxima.

E, como disse, se você ler seis livros e o outro vinte, ótimo para vocês. Se alguém só lê autores russos e você lê romances de John Green, ótimo também. Leitura é para te enriquecer e distrair. É bom variar e conhecer coisas novas, certamente. Mas não há competição para ver quem é melhor!

A organização do tempo

Se depois de tudo isso você está querendo dar na minha cara e dizer “eu não tenho tempo”, você está entre 43% dos brasileiros. Deixa eu te mostrar um cálculo. Vamos supor que você leia uma página em dois minutos. Em uma hora você terá lido trinta páginas. Em uma semana, usando esta uma hora apenas por dia, 210 páginas, o que dá praticamente um livro menor. Você sabe quanto tempo passa ao celular por dia?

De acordo com esta pesquisa (em inglês) o brasileiro passa cerca de nove horas por dia na internet. Será que tirar uma hora disso para começar o habito da leitura, diariamente, não seria suficiente? E nem estamos falando de televisão (ou serviços de streaming)! Se não for uma hora por dia, que seja quinze minutos: você tem este tempo.

Leia em todo lugar

Carregue seu livro para todo lugar e em todos os momentos de espera, abra-o e leia. No transporte público ou no trânsito, quando for ao banheiro, naqueles minutinhos que sobraram do almoço, antes de dormir… Inclusive, é melhor para sua saúde e sua qualidade de sono ler antes de dormir, ao invés de usar o celular ou assistir à televisão.

Use um leitor digital, caso não possa carregar o livro físico

Você também pode usar um leitor digital, como o Kindle ou o Kobo, para carregar centenas de livros com você de uma forma mais leve e portátil, caso este seja um problema. Ou, se você quiser, pode baixar um aplicativo de leitura e usar o seu celular ou tablet!

Aconteça o que acontecer, não desista!

Pode não ser o momento, pode estar estressado, pode ser o livro errado. Mas não desista! Continue firme e forte, por você, sua saúde e evolução. Compartilhe com os amigos suas leituras, converse, torne isso algo social. Assim, você consegue ter alguém ao seu lado na jornada literária.

Depois de testar (de verdade) estas dicas, me conta nos comentários como foi! Quais livros leu, o que deu certo ou não e, claro, o que mais você gostaria de saber sobre desenvolver o seu hábito de leitura!

Letícia Wilhelm

Escritora, formada em Letras e professora de língua inglesa. Gostaria de rodar o mundo e, mais ainda, criar um próprio para que outros possam visita-lo. Curte observar as pequenas coisas da vida e às vezes contá-las em histórias. Gosta de café e chocolate, de ver a chuva caindo e das tardes laranjas de outono.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *