Um Retrato Musical

O vidro embaçado com gotas caindo do céu lá fora. Uma ruazinha com casas simples escondida no meio da cidade. A cabeça recostada, os olhos contando gotas, a respiração lenta. O corpo todo relaxado, um pouco torto na cadeira, com a mochila entre os pés.

O sono da manhã, que se afastara um pouco com o achocolatado em “temperatura ambiente” e pão com manteiga, retornava para os olhos que começavam a semicerrar.

Ao seu redor, o silêncio era quebrado pelas gotas de fora e pela música… Ah, que música maravilhosa soava em seus ouvidos ali dentro! Uma guitarra dedilhada certeiramente, sem peso. Era leve e levava para outro estado de espírito, de mente, de corpo. A voz murmurava alguma história de sultões do balanço. As notas saíam como brincadeira.

Aquilo era a imagem perfeita de uma manhã comum na vida de uma criança que, mais tarde, escreveria. Em seus textos, faria um retrato do seu caminho para a escola ao som sempre do clássico que viraria uma de suas mais doces lembranças musicais.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Letícia Wilhelm

Escritora, formada em Letras e professora de língua inglesa. Gostaria de rodar o mundo e, mais ainda, criar um próprio para que outros possam visita-lo. Curte observar as pequenas coisas da vida e às vezes contá-las em histórias. Gosta de café e chocolate, de ver a chuva caindo e das tardes laranjas de outono.

0 thoughts on “Um Retrato Musical

  1. Concordo com a moça, Letícia, tem ideia do dom e da intimidade incrível que tens com as palavras? Consegue fazer-nos viver cada palavra. Eu gostaria de ter esse olhar mais clínico para a simplicidade, geralmente eu trago muita pompa para os textos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *