QUE.RER v.t.d.

Eu quero você aqui comigo. Simplesmente quero, sem mais nem menos. Sem por quês, sem lógica ou motivo. Apenas é assim que é. E pronto. Não sei porque discutir o indiscutível, refletir sobre espelho quebrado, sofrer sobre lágrima derramada.
Ainda assim… É aquele aperto na garganta de novo. O sorriso estampado no rosto, mas a garganta inchada como um balão, levando os pensamentos às mais tristes realidades que não quero viver. Os olhos tentam sorrir, mas eles extravasam o que estava oculto e nem dá mais para tentar manter como era… pra quê? Tudo passa, tudo muda, tudo se vai. Seja bom ou seja ruim. Seja belo ou feio, alegre ou triste, salgado ou doce… é a lei. E, por mais rebelde que possa ser, não dá pra contraria-la. 
Por isso, hoje sei que você está longe, muito longe, e que não dá para mudar essa realidade. Mas também sei (o que é uma prova de que me superei) que isso vai passar e, com o tempo, terei você por perto. Por um segundo, um minuto… não importa; sentirei como uma eternidade. É esse tempo indeterminado que vai aquecer meu coração, com apenas um olhar que possamos trocar, um dia.
Te quero aqui comigo. Nem ontem, nem hoje, nem amanhã. Quero sempre. Na falta de ter, fico com querer. Ocupa o tempo e o coração, dá uma motivação. Nunca terei decepções: querer é minha meta, ter é lucro. E assim sigo, querendo aquele momento de um olhar eterno e terno.

Letícia Wilhelm

Escritora, formada em Letras e professora de língua inglesa. Gostaria de rodar o mundo e, mais ainda, criar um próprio para que outros possam visita-lo. Curte observar as pequenas coisas da vida e às vezes contá-las em histórias. Gosta de café e chocolate, de ver a chuva caindo e das tardes laranjas de outono.

0 thoughts on “QUE.RER v.t.d.

  1. O Céus! Isso é tão… tão… Letícia! Eu te proíbo de me privar dessas demonstrações poéticas mais vezes! Isso é lindo e o mundo precisa tanto de romance! Entre outras palavras, das minhas muitas, o texto é sincero, real e determinado. Quer e ponto, sem mais! Ao mesmo tempo, também é discreto e simples. Amei. Amei. Amei e continuo amando. Parabéns… Agora… Ouso perguntar: esse querer todo faz menção a alguém especial? *-* Beijos:*

  2. Quero ver. Quero rever. Quero ter. Quero.
    Considero a saudade (às vezes) algo bom. Me faz querer mais. E quando tenho se torna tão especial…
    "Quero". Não poderia ter usado palavra melhor para criar um texto tão belo ;D

    abraços,
    Iago Marcell

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *