Linha de Chegada

Sabia que não havia escapatória. Tudo conspirava para me arrastar para o terceiro caminho. Não sabia porque. Mas era isso que estava acontecendo.

Quando há uma bifurcação (aquele ponto na estrada onde você deve escolher entre um lado e outro), sentimos uma dúvida sobre qual caminho escolher. Não me refiro a estradas (normalmente sabemos nosso caminho em uma delas). Falo da vida.

E, antes que possamos nos decidir, a vida nos leva, e sempre imaginamos o que encontraríamos no outro lado.

Mas, já dizia meu avô, “quando as coisas começam a dar errado, é porque não é pra acontecer”.

Eu concordo com ele. Em parte. Existem certas coisas que não podem ser largadas. Porque, se aquilo não aconteceu naquele exato momento (se foi preciso ir pela outra estrada), você vai desistir de procurar uma outra saída mais a frente?

Claro, na vida não há retornos. Mas saídas…

O futuro é incerto, mas te guia pelo lado certo. Suas escolhas, no fim, são boas. Você deve erguer a cabeça e seguir em frente, sem medo. Porque, também no fim, todos chegamos a um mesmo lugar.

Te vejo na linha de chegada.

Letícia Wilhelm

Escritora, formada em Letras e professora de língua inglesa. Gostaria de rodar o mundo e, mais ainda, criar um próprio para que outros possam visita-lo. Curte observar as pequenas coisas da vida e às vezes contá-las em histórias. Gosta de café e chocolate, de ver a chuva caindo e das tardes laranjas de outono.

0 thoughts on “Linha de Chegada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *