Por que Anne with an E tem que ser salva?

Por que Anne with an E tem que ser salva?

A notícia de que Anne with an E não seria renovada após a terceira temporada doeu no peito dos fãs. A ponto de uma campanha gigantesca de “salve Anne with an E” ser iniciada: com direito a outdoors, inclusive na Times Square em New York. Surgiram boatos de que a série seria salva. Enquanto aguardamos, que tal você que nunca assistiu entender por que você precisa assistir à Anne with an E o quanto antes e ver por que ela precisa ser salva?

Um clássico da literatura Canadense

Abertura de Anne with an E, série canadense que você deve assistir

Antes de mais nada, vamos entender de onde vem a série. Moira Walley-Beckett, escritora e produtora vencedora do Emmy, adaptou o livro Anne of Green Gables (Anne de Green Gables, de 1908), da autora Lucy Maud Montgomery. A adaptação do clássico canadense foi lançada pela CBC no Canadá e Netflix globalmente. Os livros de L. M. Montgomery acompanham a vida de Anne. Ao total são seis livros sobre Anne, além de três livros em que ela aparece em um papel menor e duas coletâneas de histórias (aparece em um conto e é mencionada em outros).

A história se inicia com Anne Shirley, uma orfã ruiva de onze anos, sendo adotada pelos irmãos Cuthbert, por acidente: eles queriam um menino para ajudar na fazenda. Porém, a graça de Anne, sua imaginação e personalidade, conquistam Marilla e Matthew, que decidem ficar com a menina. A partir daí, vemos Anne fazer amigos e tocar os corações das pessoas de Avonlea e, claro, os nossos.

A história trata de assuntos importantes e atuais

Por ser uma adaptação, existem algumas liberdades que foram tomadas no enredo. Porém, a série ainda se mantém muito fiel ao livro. De qualquer forma, assuntos atuais e muito relevantes são abordados no contexto da série (o que nos faz pensar que muita coisa não mudou desde então): racismo e imigração, orfandade, traumas psicológicos, homossexualidade, o espaço da mulher na sociedade, morte, liberdade de expressão, o início da adolescência e suas descobertas, assédio, politicagem e muito mais.

Mas aí você pensa: parece uma série muito pesada. Não é. Anne With an E trata destes assuntos de uma forma leve, poética e família. É isso mesmo: a série é para absolutamente todas as idades. Por aqui quem assistiu foi um grupo que ia dos 15 aos 80 anos. Justamente a forma bela e comovente com que assuntos fortes como este são tratados que fazem da série uma pérola da televisão e do streaming. Por falar nisso…

A arte da série é impecável

Abertura de Anne with an E
Abertura de Anne with an E é uma obra de arte por si só

Só pela abertura já vale o tempo investido em assistir à série. Com música de The Tragically Hip e pinturas de Brad Kunkle, a abertura carrega muito significado e traz diversas frases da obra original de Montgomery. Se você quiser saber mais sobre a abertura, a Thaisa Dalmut do blog Te Inspira fez um texto muito bom contando todo o processo, que você pode ler aqui.

Além disso, a fotografia de Anne With an E é lindíssima. Cada cena é um banquete para os olhos com as paisagens, os cenários e figurinos escolhidos cuidadosamente para criar a sensação de você estar vendo um conto de fadas. De fato, a série é poesia pura não só em seu texto, como também no visual.

Atuações perfeitas

Quão incrível é assistir algo e sentir fundo no coração o que o personagem está sentindo? Os atores e atrizes deste seriado são espetaculares. Você se conecta com os personagens e entende seus sentimentos e dilemas apenas pelos seus olhares.

Anne, Marilla e Matthew em Green Gables
Anne, Marilla e Matthew: um trio de química comovente

Destaque para Amybeth McNulty, a Anne, que é esplendorosa encarnando a personagem, e os irmãos Marilla (Geraldine James) e Matthew (R. H. Thomson): os três têm uma química difícil de se ver por aí. Certamente, as cenas com eles são as que mais tocam o coração. Também temos no elenco Lucas Jade Zumann, de Mulheres do Século 20, fazendo Gilbert Blythe, Dalila Bela (filha de brasileira!) no papel de Diana Barry e Corrine Koslo como Rachel Lynde.

Mas por que assistir à Anne With an E se a série acabou?

Abertura de Anne with an E
Assista Anne With an E e entenda a magia desta série!

Basicamente, assistir à Anne With an E é aquecer seu coração com pura poesia. A série tem comédia, drama, romance… e até aventura! São três temporadas que passam voando. Enquanto esperamos para saber se a série será salva, você pode curtir as temporadas lançadas sem problemas: a história é linda mesmo assim. Além disso, tirando alguns enredos, a terceira temporada tem um bom final. Não é o final de série ideal, porém é um bom final de temporada. Então você não fica completamente sem conclusão.

Depois de maratonar a série, me conte o que achou e apoie o movimento para salvar Anne With an E. Indique aos amigos!

Letícia Wilhelm

Escritora, formada em Letras e professora de língua inglesa. Gostaria de rodar o mundo e, mais ainda, criar um próprio para que outros possam visita-lo. Curte observar as pequenas coisas da vida e às vezes contá-las em histórias. Gosta de café e chocolate, de ver a chuva caindo e das tardes laranjas de outono.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *